Vitor é um projetista independente desenvolvendo trabalhos impressos e digitais para indivíduos e instituições dos setores cultural e comercial. Constrói sistemas gráficos que traduzem conceitos através da articulação tipográfica e do uso de materiais, considerando cuidadosamente as especificidades de cada projeto. Vitor é bacharel em Design Gráfico pela UEMG, com um ano de estudos na Parsons School of Design.

Belo Horizonte, Brasil

+55 31 9 7171 1080

vitor@vitorcarvalho.com

ig/vitorcarvalho

Mulheres Míticas

Este livro celebra os seis anos do grupo de teatro Mulheres Míticas por meio da publicação de duas dramaturgias, O Deszerto (Felipe Cordeiro e Gabriela Figueiredo, inspirada na obra de Carlos Franz) e Classe (Guillermo Calderón), e de textos teóricos que as orbitam. O projeto gráfico utiliza recursos visuais encontrados em arquivos para organizar peças teatrais, ensaios, entrevistas e textos colaterais, posicionando o livro como parte da memória viva do grupo. A capa e contracapa externalizam esse conceito através da exposição das especificidades técnicas do objeto e de símbolos que dançam sobre essas estruturas.

14 × 21 cm
offset, 320 páginas

BDMG Cultural

No contexto da celebração dos trinta anos do BDMG Cultural, este livro compila estudos e ensaios que giram em torno de Belo Horizonte e o estado de Minas Gerais. Enquanto cada artigo é introduzido por uma pauta visual relacionada ao tema delineado, as notas de rodapé são tratadas como notas laterais, sutilmente aludindo à marginália. Uma sobrecapa plástica recorrentemente utilizada em cadernos escolares protege o objeto produzido para ser distribuído gratuitamente.

Produção gráfica com Gabriela Silva

15,8 × 22,5 cm
offset, 408 páginas

Sobrecapa plástica do livro Estudos sobre Belo Horizonte e Minas Gerais nos trinta anos do BDMG Cultural.
Capa do livro.
Dupla de páginas com introdução a primeira parte: "Escrita, memória, movimento: BH 120 anos".
Detalhe do título de um artigo.
Primeira dupla de páginas de um artigo.
Dupla de páginas de um artigo.
Dupla de páginas de uma artigo com fotografia.
Dupla de páginas com introdução à segunda parte: "Minas e seus caminhos".
Primeira dupla de páginas de um artigo.
Dupla de páginas de um artigo com tabela.
Detalhe da lombada do livro.

Agentes Invisíveis

As propriedades do processo de produção do livro se tornam elementos visuals na dissertação sobre os agentes invisíveis do Workcenter of Jerzy Grotowski, escrita por Daniele Sampaio como parte de seu mestrado na UNICAMP. Um pequeno programa foi desenvolvido para inserir degradês com diferentes intensidades nas calhas, ativando-as por todo o livro. Cadernos impressos em papel de miolo amarelo exibem amostras dos anexos utilizados durante a pesquisa, disponíveis integralmente no site da Editora Javali.

14 × 21 cm
offset, 288 páginas

Coleção Teatro Contemporâneo

A Coleção Teatro Contemporâneo foi criada pela editora Javali com o objetivo de publicar livros acessíveis que celebram autores brasileiros contemporâneos. A estrutura específica dos textos de teatro foi desconstruída em um sistema que utiliza duas fontes, uma assumindo o papel da voz passiva que descreve as cenas (rubrica) e outra materializando os diálogos, criando uma estrutura eficiente para leitores convencionais e atores que utilizam do livro como ferramenta de ensaio. Cada capa apresenta uma composição tipográfica que explora temas do livro e que permeia seu interior sempre que possível.

Com Amanda Goveia

12,25 × 18,5 cm
offset

Capa do livro Trilogia Abnegação.
Páginas do livro Trilogia Abnegação.
Abertura do primeiro capítulo da Trilogia Abnegação.
Páginas com a ficha técnica da peça de teatro da Trilogia Abnegação.
Páginas 18 e 19 do livro Trilogia Abnegação.
Fim de capítulo da Trilogia Abnegação.
Abertura do segundo capítulo da Trilogia Abnegação.
Páginas do terceiro capítulo da Trilogia Abnegação.
Páginas do terceiro capítulo da Trilogia Abnegação.

Pulsões Anárquicas

Projeto gráfico de livro organizado por Elen de Medeiros e Sara Rojo, constituído de textos sobre abordagens não-hierárquicas e o papel da liberdade no processo de construção dramatúrgica. Um grid com proporções clássicas é constantemente quebrado por notas laterais que invadem a área primária de texto, criando uma estrutura instável que recebe textos acadêmicos formalmente ortodoxos. Os títulos dos artigos e os nomes dos autores são dispostos verticalmente em duas fontes que têm direção/alinhamento cambiante e que são constantemente substituídas entre si. Uma fonte foi personalizada para a composição dos fólios, espelhando verticalmente alguns dos números ou trocando-os por letras. Um corte diagonal na capa reconhece o livro como um objeto fabricado ao mesmo tempo em que o subverte.

Com Amanda Goveia

13,6 × 21 cm
offset, 192 páginas

Capa do livro Dramaturgias & Pulsões Anárquicas.

Leo Santana

Design e desenvolvimento de website responsivo para o artista Leo Santana, projetado para organizer seu grande corpo de trabalho, iniciado em 1987. Uma abordagem tipográfica refinada concede uma interpretação literária às obras, que são em sua maioria comissionadas. Cada uma das páginas principais foi projetada de modo a sugerir a natureza de seu conteúdo: estaticidade, escala, permanência, efemeridade etc. O site foi atualizado em 2017 para incluir uma loja que almeja vender obras de pequena e média escala a potenciais colecionadores.

Página principal do website mostrando uma lista de projetos com thumbnails.
Interior da página de projeto.
Página de biografia, listando todos os projetos e exposições.
Fachada da loja mostrando uma seleção de produtos ordenada de A a Z.
Página da obra Cristiano.
Fotografia fullscreen da obra anterior (Cristiano).
Mockups mobile do website.

Bacha & Ferreira

Identidade para sociedade de advocacia criminal que trabalha majoritariamente para clientes de baixa renda. O logotipo foi projetado pelo redesenho da letra “a” (em uma versão de um andar) de uma fonte que de outro modo seria excessivamente austera. O material impresso mitiga a presença do logotipo em favor de uma apresentação clara das informações de contato.

Com Júlia Maia e Augusto Brant

Cartões de visitas Bacha & Ferreira.

Dead Objects

Projeto com o objetivo de explorar objetos parcialmente desprovidos de significado. Artefatos foram coletados e documentados entre 16 de Outubro e 23 de Janeiro (2017–2018), resultando em uma série de cem fotografias. O website foi projetado e desenvolvido para expor os objetos individualmente, criando uma atmosfera irônica de uma galeria de arte que é reafirmada pelo uso de espaço vazio e de uma face tipográfica grotesca em preto. Um índice ordenado alfabeticamente ou numericamente serve como a navegação principal.

Visitar website

Página de piso tátil.
Página de revista Cláudia.
Página de câmara de ar de bicicleta.
Página de fita cassette.
Página de disquete.
Página de tipo de madeira ampersand.
Página de índice.
Páginas responsivas.

Os Indicados

Identidade visual e cartaz para uma peça de teatro escrita e dirigida por Vinícius Souza, apresentando dois amigos de infância anônimos que devem ensaiar para um discurso de um prêmio. A peça de ritmo acelerado e estrutura sóbria gira em torno da luta para encontrar uma voz e tomar uma posição em meio a uma crescente crise política. A linguagem gráfica foi imaginada como uma tradução da tensão oscilante sobre a qual o roteiro foi construído, refletindo uma sociedade polarizada e a busca incessante por uma identidade brasileira. O cartaz impresso em ambas as faces também atua como programa, destacando os temas e as pessoas envolvidas na peça.

Com Letícia Naves

30 × 44 cm
offset

Cartaz dobrado.
Página dupla do programa.
Cartaz aberto.